Escrito em por

Capital de Giro

tipos ade spread
O tema spread bancário é muito difundido, principalmente por termos o terceiro maior spread bancário do mundo, ficando atrás somente de Madagascar e Malawi.

O mercado financeiro brasileiro é bastante sofisticado e cheio de particularidades nas suas formas de calcular. Uma prova disso é que somente para operações de capital de giro, os bancos realizam cálculos de sete maneiras diferentes. Confira baixando o e-Book: Cálculos e Negociações de Operações de Capital de Giro e surpreenda-se! Saiba que alguns bancos chegam a realizar cálculos de quatro formas variadas e por esse motivo você pode ter dificuldade na hora de bater o valor de parcelas e saldos devedores. Além disso, é importante que você saiba como é calculado o spread bancáro.

O spread bancário é a diferença de taxa entre o custo da operação, curva do CDI para operações em R$, curva do cupom limpo para operações em US$ e a taxa efetivamente cobrada.

A sofisticação também existe no cálculo de spreads. São três as possibilidades de cálculos de spreads:

Spread Aditivo.

Spread Multiplicativo.

Spread Percentual.

Seguem detalhes e exemplos:

I – Spread Aditivo

É a versão mais simples de cálculo de spread, consiste na simples diferença aritmética entre a taxa praticada e o referencial de custo da operação.

tipos de spread

Esse tipo de spread é correntemente utilizado em operações que envolvem o dólar como moeda: ACC, ACE, Pré Pagamento de Exportação, NCE, CCE etc, que usualmente tem o cálculo de suas taxas feito de forma linear.

Exemplo: temos uma operação de ACC com prazo de 1 ano e taxa de 6,50% ao ano. Verificamos na curva de cupom cambial também para um ano o custo de 2,25% ao ano.

tipos de spread

II – Spread Multiplicativo

É a versão mais praticada de cálculo de spread. Consiste no deságio entre a taxa praticada e o referencial de custo da operação.

tipos de spread

Esse tipo de spread é correntemente utilizado em operações que envolvem o real como moeda: Capital de Giro, CCB, Compror, Vendor etc, que usualmente tem o cálculo de suas taxas feito de forma exponencial.

Exemplo: temos uma operação de Capital de Giro, com prazo de 6 meses, com taxa de 18,50% ao ano. Verificamos na curva do CDI para 6 meses o custo de 12,25% ao ano.

tipos de spread

III – Spread Percentual

É a versão menos praticada de cálculo de spread. Consiste na diferença percentual entre a taxa praticada e o referencial de custo da operação.

tipos de spread

Esse tipo de spread é correntemente utilizado em operações que envolvem o percentual do CDI como taxa:

Operações de captação de recursos: Capital de Giro, CCB, Compror, Vendor, etc.

Operações de aplicação de recursos: CDB, LCI, LCA e etc.

No caso do percentual do CDI, o mais amplamente praticado e correto é o cálculo percentual do CDI diário, ou seja, o t da fórmula acima é 1/252, quando a taxa é expressa ao ano.

Exemplo: queremos saber o spread percentual de uma operação de CDB (Certificado de Depósito Bancário) que rendeu 0,05605% em um dia útil, frente a um CDI de 14,25% ao ano.

tipos de spreadClique na imagem para ampliá-la

Por que os bancos pensam em spread mas negociam em taxa?

O spread é a denominação da margem de ganho dos bancos, e como em qualquer atividade, a margem é mais importante que o preço praticado.

É interessante notar que as empresas não financeiras estão sempre preocupadas com a taxa, enquanto os bancos estão maximizando os spreads. Como os bancos sabem calcular as curvas de cupom cambial e do CDI ( Curva de Custo do Capital) com maestria, ficam em vantagem quando negociam com as empresas que somente olham a taxa.

Se você ainda tem dúvidas sobre o poder de negociação que você passa ter sabendo o spread, faça o seguinte exercício:

Imagine como seria manter suas margens caso seus clientes passassem a ter conhecimento do preço de custo dos produtos que você vende?

Sem dúvida seria mais difícil. Ter o seu custo de produção divulgado seria algo que complicaria muito suas negociações, pois seus clientes passariam a saber o quanto você está ganhando, além conhecer o histórico de margem que você pratica com eles.

Esta assimetria de informação é plenamente eliminada pelo Software CalcBank, pois este calcula o spread das operações da mesma maneira que bancos fazem, com a mesma fonte de informação que os bancos utilizam. Mas com toda a facilidade que as empresas precisam, tudo em tempo real.

Quer ter acesso aos mesmos cálculos que os bancos realizam?

O Software CalcBank realiza cálculos de operações da mesma forma que bancos e utilizando as mensas fontes de informações!